Segunda, 06 de Dezembro de 2021
23°

Pancada de chuva

Sorriso - MT

Geral Mato Grosso

Comitiva da Sedec conhece cadeia produtiva do amendoim na Argentina

Objetivo é expandir o plantio da oleoginosa e atrair indústrias beneficiadoras do produto para o Estado

19/11/2021 às 10h20
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso
Compartilhe:
- Foto por: Sedec/MT
- Foto por: Sedec/MT

Uma comitiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT), composta pelo secretário César Miranda, o secretário Adjunto de Investimentos, Inovação e Sustentabilidade, Anderson Lombardi, e a secretária Adjunta Executiva de Desenvolvimento Econômico, Eulália Oliveira, realizou visitas técnicas à região de Córdoba, na Argentina, para conhecer os aspectos de plantio e industrialização do amendoim.

Um dos locais visitados foi a empresa Sementes El Carmen, de propriedade de Juan Suab, que mostrou todo o processo de aproveitamento da cadeia do amendoim desde o preparo do solo para cada tipo de semente, a fecundação do amendoim, semente partida, processo de salga, coloração e caramelização com chocolate.

“Foram três dias muito produtivos, no qual vimos o maquinário utilizado no plantio e colheita do amendoim, que é totalmente diferente do usado para a soja e milho. Além de todos os cuidados com as sementes, inclusive a produção de espécies diferentes de amendoins, o tipo de solo mais adequado a cada espécie, o tempo de desenvolvimento e o processo de industrialização. Nos foi mostrado também uma variedade que suporta as pragas que afetam a cultura no Brasil”, destaca Miranda.

Outro local visitado foi a empresa familiar Lorenzati, que além de plantar e industrializar o amendoim, produz energia elétrica a partir da casca do amendoim.

Na quarta-feira, foi a vez de conhecer a empresa exportadora de amendoim Prodeman que planta, arrenda terras, compra sementes de pequenos produtores e industrializa a oleoginosa. E também tem uma empresa geradora de energia advinda do produto.

A região de Córdoba é responsável pelo plantio de 90% de amendoim argentino. Nesse ano, a Argentina deve plantar cerca de 380 mil hectares de amendoim. A oleoginosa pode ser plantada uma vez a cada 4 anos, a área não pode ter plantio em sequência para evitar doenças.

César Miranda ressalta ainda que é vantajoso o plantio do amendoim, por isso pretende ampliar a cultura e atrair indústria beneficiadoras do produto para o Estado.

Atualmente há uma indústria beneficiadora do amendoim instalada em Mato Grosso, no município de Nova Ubiratã, que despertou o interesse de agricultores da região que estão cultivando o amendoim para fornecer a empresa. Para abastecer a indústria são necessários em torno de 25 mil hectares de plantio de amendoim. Para se estabelecer no Estado, a empresa Beatrice Peanuts investiu 40 milhões de dólares.

Também participam do tour técnico o secretário Executivo da Associação dos Produtores de Feijão, Pulses, Grãos Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir), Afrânio Migliari, produtores de amendoim argentinos e representantes da empresa Colombo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.