Terça, 02 de Junho de 2020 13:52
066 99679-8308
Dólar comercial R$ 5,22 -3.113%
Euro R$ 5,84 -2.395%
Peso Argentino R$ 0,08 -3.065%
Bitcoin R$ 52.396,8 -2.051%
Bovespa 90.303,12 pontos +1.9%
Cidades Dengue

Casos de dengue aumentam 2.250 % em Tapurah

Segundo o último Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde, houve um número alarmante de casos de dengue, zika e chikungunya no primeiro quadrimestre do ano.

22/05/2020 14h52
Por: Redação Fonte: Por: Prefeitura Municipal de Tapurah
Por: Prefeitura Municipal de Tapurah
Por: Prefeitura Municipal de Tapurah

Segundo o último Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde, houve um número alarmante de casos de dengue, zika e chikungunya no primeiro quadrimestre do ano. De janeiro a abril de 2019 foram registrados apenas 19 casos, já em 2020 no mesmo período foram 446 casos registrados ou seja um aumento de 2.250%.

O Secretário de Saúde, Marco Felipe, diz que prevenir é a melhor forma de combate à dengue. Medidas simples, como não deixar expostos materiais que possam acumular água ajudam toda a vizinhança. "As pessoas devem estar atentas aos sintomas da dengue: febre, náuseas, vômitos, vermelhidão ou manchas pelo corpo, dores na cabeça, atrás dos olhos ou no corpo. Se sentir isso, procure sua Unidade Básica de Saúde e siga as orientações, beba bastante líquidos, repouse, e não tome remédios sem prescrição médica".

Levantamento do Setor de Controle de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Tapurah apontou que 84% dos focos do mosquito da dengue encontrados pelas equipes de saúde estavam em residências. Quase 1.300 focos positivos do Aedes aegypti dentro da cidade.

O risco agora é que aumente o número de casos graves, por isso é preciso combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti.  A melhor forma de prevenção da dengue e das outras doenças transmitidas pela picada do Aedes, é evitar a proliferação do mosquito, eliminando água armazenada em pontos que podem se tornar possíveis criadouros. Calhas, vasos de plantas, pneus, garrafas plásticas e até recipientes pequenos, como tampinhas, podem conter larvas do mosquito. É preciso substituir a água dos pratos dos vasos de planta por areia, deixar a caixa d´água tampada e cobrir todos os grandes reservatórios de água, como as piscinas.

Os principais sintomas da dengue são febre alta (acima de 38,5ºC), dores musculares intensas, dor nos olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo. A infecção pode ser sem sintomas, leve ou grave. Se for grave, a doença pode provocar perda de peso, náuseas e vômitos. O paciente com dengue precisa fazer repouso, ingerir bastante líquido (água) e não tomar medicamentos sem indicação médica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.