Terça, 04 de Agosto de 2020 07:31
066 99679-8308
Dólar comercial R$ 5,31 1.834%
Euro R$ 6,25 +1.688%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.801%
Bitcoin R$ 63.402,93 -1.027%
Bovespa 102.829,96 pontos -0.08%
Cidades Coronavírus

Médico é transferido para UTI da Femina dois dias após ser intubado em VG

O médico e ex-prefeito de Nossa Senhora do Livramento Zenildo Sampaio internado desde o dia 11 de julho com coronavírus na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Rita

29/07/2020 12h08
Por: Redação Fonte: Por: CenárioMT
Por REPÓRTERMT
Por REPÓRTERMT

O médico e ex-prefeito de Nossa Senhora do Livramento Zenildo Sampaio internado desde o dia 11 de julho com coronavírus na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Rita, em Várzea Grande, foi transferido no final da tarde desta terça-feira (28), para outra UTI, desta vez para a Femina, em Cuiabá.

Zenildo teve a saúde muito agravada no domingo (26), chegando a apresentar pele cianótica. Após a cianose e bradicardia – batimentos cardíacos baixos – o que levou os médicos a intubarem ele imediatamente.

No dia seguinte, após apresentar pequenas melhoras, Zenildo passou por novas avaliações médica, entre elas, por uma ecografia que apontou Tromboembolismo Pulmonar (TEP). Todos esses acontecimentos foram decisivos para a transferência de hospital.

Vários médicos e amigos se interagem e revezam nos cuidados a saúde de Zenildo, entre eles: Salvino Teodoro, Marcos Godoy, Eduardo Andraus, Rafael Willian, entre outros.

“Tenho acompanhado nosso amigo e ex-aluno da UFMT Zenildo. Estava muito mal no domingo à noite. Pensamos que seria o fim. Hoje fui visita-lo. Estava dialisando, em diminuição progressiva de droga vasoativa e relativamente estável”, relatou o médico Salvino Teodoro nesta terça-feira (27) em grupo de WhatsApp.

Zenildo foi internado na UTI do Hospital Santa Rita porque na data não havia nenhum leito disponível na Capital.

Familaires continuam pedindo orações pela melhora de Zenildo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.