Quarta, 27 de Janeiro de 2021 08:58
066 99679-8308
Dólar comercial R$ 5,38 0.933%
Euro R$ 6,51 +0.49%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.01%
Bitcoin R$ 175.453,68 -4.509%
Bovespa 116.464,06 pontos -0.78%
Cidades Covid-19

Prefeitos de 8 municípios de MT determinam fechamento de boates e proíbem eventos por causa da Covid-19

O decreto prevê ainda a proibição o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. Festas também estão proibidas.

11/01/2021 13h38
Por: Redação Fonte: G1
Barra do Garças — Foto: Prefeitura de Barra do Garças
Barra do Garças — Foto: Prefeitura de Barra do Garças

Os prefeitos dos municípios Barra do Garças, Pontal do Araguaia, General Carneiro, Araguaiana, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Novo São Joaquim e Torixoréu, assinaram um decreto, na sexta-feira (8) para tentar conter o avanço do coronavírus na região Araguaia de Mato Grosso.

Entre as medidas estão o fechamento temporário de boates, a proibição de realização de eventos nos próximos 15 dias, a limitação do número de pessoas em diversos locais e a determinação de horário para o funcionamento de bares e restaurantes.

Os detalhes desse decreto foram discutidos na última quinta-feira (7), durante uma reunião realizada na prefeitura de Barra do Garças.

O prefeito de Barra, Adilson Macedo (PSD), afirma que a saúde pública está fragilizada e por isso foi preciso tomar essa atitude.

O prefeito explica que o novo decreto também foi construído com a ajuda dos comerciantes e empresários locais, que foram consultados. Embora não haja um lockdown, a fiscalização será constante.

Os comércios que não cumprirem com o decreto serão notificados e, se insistirem, podem perder, provisoriamente, o alvará de funcionamento.

Os mercados e hipermercados, assim como as academias e igrejas, também devem funcionar com até 50% da lotação máxima, de acordo com a área total definida no alvará de funcionamento e também na planta do corpo de bombeiros, além de cumprir com as demais medidas de prevenção.

 

O decreto prevê ainda a proibição o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos, assim como festas também estão proibidas.

O decreto também prevê o distanciamento social nas filas de bancos. Os clientes devem ficar em até um metro e meio de distância um do outro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.