Quarta, 27 de Janeiro de 2021 09:10
066 99679-8308
Dólar comercial R$ 5,38 0.933%
Euro R$ 6,51 +0.49%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.01%
Bitcoin R$ 175.453,68 -4.509%
Bovespa 116.464,06 pontos -0.78%
Cidades Acidente

Policial atropelado por carro desgovernado passa por cirurgia na perna e continua internado em MT

Claudecy Conceição da Costa, de 35 anos, não teve fratura na perna, mas um corte grande e muito profundo que deixou o osso exposto. Ele segue sem previsão de alta.

12/01/2021 15h43
Por: Redação Fonte: G1
Policial atropelado por carro desgovernado passa por cirurgia na perna e continua internado em MT

O policial militar Claudecy Conceição da Costa, de 35 anos, atropelado por um carro desgovernado na Avenida Brasília, em Cuiabá, no domingo (10), passou por uma cirurgia na perna direita nessa segunda-feira (11) e continua internado em observação.

De acordo com o próprio policial, os médicos constaram que não havia fratura na perna, mas um corte grande e muito profundo que deixou o osso exposto.

O motorista Pedro Henrique Maciel Campos, de 27 anos, preso em flagrante pelo atropelamento, foi solto nessa segunda-feira, e deve pagar fiança no valor de três salários-mínimos, divididos em três parcelas.

Segundo a polícia, ele estava embriagado e tentou fugir, mas foi detido por testemunhas.

Segundo a Polícia Militar, a vítima encontra-se com quadro de saúde estável, mas segue sem previsão de alta.

Claudecy foi transferido do primeiro hospital particular onde deu entrada logo após o acidente para o Hospital Municipal de Cuiabá(HMC), onde está sendo acompanhado por uma equipe médica.

O acidente
De acordo com informações da Polícia Militar, o soldado Claudecy colocava o filho, de 2 anos, na cadeirinha do carro dele momentos antes de ser atingido.

O carro do motorista suspeito do atropelamento parou no canteiro da avenida devido ao impacto da batida.

O acidente ocorreu perto do shopping do Bairro Jardim das Américas. O PM estava acompanhado da mulher, que já tinha entrado no banco do passageiro na frente. O veículo da família estava estacionado na avenida.

O motorista passou por teste do bafômetro, que apontou a presença de 0,42 mg/L de álcool no sangue, que já é considerado crime de trânsito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.