Terça, 27 de Outubro de 2020 04:58
066 99679-8308
Economia Plantio

Plantio da soja na Bahia está atrasado; Em Mato Grosso, agricultores antecipam vendas do grão

Início de safra no Brasil apresenta irregularidade nas chuvas e produtores tentam amenizar os prejuízos do atraso.

18/11/2019 10h53 Atualizada há 11 meses
Por: Redação Fonte: Globo Rural
Plantio da soja na Bahia está atrasado; Em Mato Grosso, agricultores antecipam vendas do grão

O Brasil está no caminho para ser o maior produtor de soja do mundo. A produção do país deve chegar a 120 milhões de toneladas na safra 2019/2020. Se confirmado, o resultado vai ser 25% maior que a colheita dos Estados Unidos, principal concorrente do país neste mercado.

Mas o plantio está um pouco atrasado nas fazendas brasileiras e os agricultores aguardam a chegada da chuva para acelerar o trabalho. No oeste da Bahia, a área cultivada deve apresentar um leve crescimento (veja a reportagem completa).

Até agora foram plantados apenas 10% por cento da área destinada para soja nessa safra no estado, que tem um total de 1,6 milhão hectares.

Preços
E com a demanda mundial de soja aquecida, agricultores de Mato Grosso, principal estado produtor do grão, já estão vendendo boa parte do que vão colher para aproveitar os bons preços oferecidos.

A falta de regularidade das chuvas trouxe prejuízos em muitas áreas produtoras do estado. Agora, para cobrir os custos de produção, o sojicultor está antecipando as vendas para fazer caixa.

O analista de mercado Vanderlei Angonese explica que o volume de negociações antecipadas está maior que no mesmo período do ano passado.

"A porcentagem já comercializada da safra 19/20, nós estamos trabalhando em torno de 45 a 47% já de mercado já efetivado em função do preço, que está na casa de R$ 70 aqui para nossa região", afirma.

E com a demanda mundial de soja aquecida, agricultores de Mato Grosso, principal estado produtor do grão, já estão vendendo boa parte do que vão colher para aproveitar os bons preços oferecidos.

A falta de regularidade das chuvas trouxe prejuízos em muitas áreas produtoras do estado. Agora, para cobrir os custos de produção, o sojicultor está antecipando as vendas para fazer caixa.

O analista de mercado Vanderlei Angonese explica que o volume de negociações antecipadas está maior que no mesmo período do ano passado.

"A porcentagem já comercializada da safra 19/20, nós estamos trabalhando em torno de 45 a 47% já de mercado já efetivado em função do preço, que está na casa de R$ 70 aqui para nossa região", afirma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.