Domingo, 09 de Maio de 2021 03:52
066 99679-8308
Polícia Contrabando

Casal é preso suspeito de contrabandear 300 kg de agrotóxico do Paraguai até MT

O produto veio do Paraguai, na fronteira com Mato Grosso do Sul, passou pela cidade da Cascavel, no Paraná, onde ganhou nova embalagem, e tinha como destino final um produtor de Lucas do Rio Verde.

18/01/2021 06h35
Por: Redação Fonte: G1
Casal é preso suspeito de contrabandear 300 kg de agrotóxico do Paraguai até MT — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso
Casal é preso suspeito de contrabandear 300 kg de agrotóxico do Paraguai até MT — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso

Policiais militares prenderam um casal, o homem de 60 e a mulher de 38 anos, que foi abordado e preso na tarde desta sexta-feira (15), no pátio de uma empresa de guincho em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá.

Marido e mulher haviam acabado de chegar trazendo cerca de 300 kg de defensivos agrícolas supostamente contrabandeados do Paraguai.

Conforme narrativa dos policiais, inicialmente o homem revelou se tratar de suplemento animal para ser misturado ao sal, porém, uma apuração preliminar indicou que seria defensivo agrícola, ou seja, veneno para ser usado na plantação de grãos.

O produto veio do Paraguai, na fronteira com Mato Grosso do Sul, passou pela cidade da Cascavel, no Paraná, onde ganhou nova embalagem, e tinha como destino final um produtor de Lucas do Rio Verde. Durante a checagem os policiais também perceberam irregularidade na nota fiscal apresentada pelo casal.

O defensivo estava sendo transportado em uma caminhonete modelo Strada.

A apreensão e prisões foram realizadas a partir de informações sobre carro suspeito de transportar contrabando, repassadas à PM por equipe da Polícia Rodoviária Federal. O casal, a caminhonete e o produto ficaram à disposição do plantão da Delegacia Municipal de Nova Mutum.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.