">';
Corona
CDL
Respeito Decreto

Bares e Restaurantes são fiscalizados para evitar proliferação do coronavírus

O não cumprimento das normas acarretará em multas, autuação e fechamento de estabelecimentos em todas as cidades do Estado

21/03/2020 14h00
Por: Redação
Fonte: Evelyn Ribeiro | Secom-MT
Operação para que bares e restaurantes cumpram o decreto - Foto por: Christiano Antonucci
Operação para que bares e restaurantes cumpram o decreto - Foto por: Christiano Antonucci

Cerca de 40 bares e restaurantes de Cuiabá e Várzea Grande foram vistoriados nesta sexta-feira (20.03), durante uma ação conjunta para orientar proprietários e clientes sobre as medidas de combate ao novo coronavírus.

A ação atende ao cumprimento do decreto publicado pelo Governo de Mato Grosso e ocorreu simultaneamente também nos municípios de Sinop e Rondonópolis. Entre os cuidados essenciais está o distanciamento e redução das mesas, disponibilização de álcool gel 70 e lotação máxima do estabelecimento em 50% da sua capacidade de pessoas.

O não cumprimento das normas acarretará em multas, autuação e fechamento de estabelecimentos a partir da próxima segunda-feira (23.03), sob responsabilidade das prefeituras dos municípios, conforme explicou o tenente coronel PM Wesmensandro Rodrigues.

“Existe uma situação de emergência sanitária e a circulação de consumidores deve ser evitada. O ideal neste momento é que os donos também optarem pelo fechamento do estabelecimento como medida de segurança para cada cidadão e sua família“, salientou o tenente.

Entre os pontos vistoriados estão bares concentrados na região da praça popular, centro e bares próximos a universidades. “A tentativa é conscientizar o cidadão que esta permanência dele nas ruas pode gerar problemas maiores. A nossa ideia é incentivar ao máximo que permaneçam em casa, evite aglomerações de pessoas em ambientes de festa, para que não tenhamos um surto da doença. Não vamos punir ninguém”, concluiu.

O coordenador de Fiscalização do Procon estadual, Ivo Vinicius, reforçou que estão sendo adotadas todas as recomendações apontadas  pelas organizações de saúde, como a organização Mundial de Saúde (OMS) e  Ministério da Saúde. “A população  também pode contribuir com denúncias nos canais oficiais do Procon, da Vigilância Sanitária, Delegacia do Consumidor (Decon), podendo ainda conscientizar os empresários da necessidade de evitar a circulação de pessoas”, explicou.

Ao longo da semana foram publicados decretos que estabelecem como será o funcionamento em setores das áreas públicas, privadas, casas noturnas, parques estaduais, mercados, farmácias e similares.

“Nosso restaurante tem 45 anos de existência e optamos por atender os clientes não para desrespeitar a lei, no entanto, estamos no momento difícil para todo mundo e entendemos a necessidade do trabalho de fiscalização. Foi observado que estamos dentro das normas e para os próximos dias vamos atender no modo delivery", afirmou o empresário Fernando Quaresma, dono de restaurante na área central de Cuiabá.

Participaram da operação conjunta Polícia Militar, Polícia Civil, Procon, Decon, entre outras instituições. Até esta sexta-feira (20.03), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou um caso confirmado e 73 suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. Os casos são devidamente monitorados em 23 municípios do estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.