Segunda, 13 de Julho de 2020 19:18
066 99679-8308
Estado Levantamento

Mato Grosso tem 1.279 profissionais da saúde com coronavírus

A Pasta também registra mais de 850 afastamentos relacionados a diversos motivos, dentre eles o fator do grupo de risco

30/06/2020 18h08
Por: Redação Fonte: Natália Araújo/Gazeta Digital
Foto: Otmar de Oliveira/Gazeta Digital (GD)/Ilustrativa
Foto: Otmar de Oliveira/Gazeta Digital (GD)/Ilustrativa

Mato Grosso tem 1.279 profissionais da saúde com diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Desses, 23% são de médicos e trabalhadores da enfermagem. O crescente número de casos entre as categorias é preocupante e resultou em alerta sindical, além de pedido de ampliação do quadro ao governo federal. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) frisa que dentre as mais de 1.200 notificações há 9 óbitos e 495 (38%) casos de recuperação.

A Pasta também registra mais de 850 afastamentos relacionados a diversos motivos, dentre eles o fator do grupo de risco para a covid-19 entre os trabalhadores da saúde estadual.

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) contabiliza 146 diagnósticos positivos entre os trabalhadores de Mato Grosso. Desses, 5 resultaram em morte e 3 estão internados. Há ainda 222 profissionais em quarentena e 2 internados com suspeita de estarem doentes.

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM -MT) divulgou, nesta segunda-feira (29), que há 151 casos entre a categoria e dois óbitos.

O Sindicato estadual da categoria, Sindimed, sinaliza a preocupação de que os números fiquem ainda maiores. A entidade frisa que uma baixa na linha de frente da luta contra a doença gera lentidão e lotação nas unidades de saúde.

A categoria informa que há profissionais atendendo em locais inadequados, tanto na rede pública quanto na privada, como salas sem ventilação ou em consultórios com janelas para os corredores das unidades de saúde. Para melhorar isso, o Sindicato aventa a opção de atender os pacientes em tendas.

Outra proposta pontuada pelo diretor de comunicação do Sindimed, Adeildo Lucena, é uma equipe de monitoramento dos pacientes para antecipar o agravamento dos casos.

A SES informa que as unidades hospitalares de responsabilidade estadual seguem as normas e protocolos de Proteção Individual dos profissionais, bem como estão alinhadas às orientações do Ministério da Saúde. A Secretaria de Cuiabá diz primar por tratar todos os usuários do SUS com dignidade, disponibilizando um ambiente com o devido preparo de climatização enquanto aguardam por procedimento. Quanto aos medicamentos, o município certifica que disponibilizará o ‘kit covid’ aos pacientes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.