Segunda, 21 de Setembro de 2020 04:51
066 99679-8308
Estado Internado

Aos 92 anos, bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga é internado com problemas respiratórios em MT

Catalão de Balsareny, ele atua e vive em Mato Grosso desde 1970. Ele ficou conhecido pelo trabalho pastoral ligado a causas como a defesa de direitos dos povos indígenas e contra a violência dos conflitos agrários, bem como por suas posições políticas.

04/08/2020 08h41
Por: Redação Fonte: Por: G1 MT
Dom Pedro Casaldáliga é bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso. — Foto: Servicios Koinonia / Divulgação
Dom Pedro Casaldáliga é bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso. — Foto: Servicios Koinonia / Divulgação

  O bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga, de 92 anos, foi internado com problemas respiratórios em um hospital de São Félix do Araguaia, a 1,159 km de Cuiabá. O comunicado foi feito em nota oficial divulgado nessa segunda-feira (3) pela Paróquia Nossa Senhora da Assunção.

  Natural da Catalunha, o religioso foi o primeiro bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia, ofício que ocupou até 2005, e ficou conhecido pelo trabalho pastoral ligado a causas como a defesa de direitos dos povos indígenas e contra a violência dos conflitos agrários, bem como por suas posições políticas.

  Segundo a paróquia, Dom Pedro Casaldáliga está internado por consequências de problemas respiratórios agravados pelo Mal de Parkinson e pela idade do religioso.

  “O bispo Pedro está acompanhado em todo momento e bem cuidado. Seguimos em oração pela sua saúde e esperamos que possa voltar logo para a casa dele”, disse a paróquia em nota.


  História do Bispo


  O engajamento do bispo emérito lhe transformou em referência, mas também já lhe colocou em risco de morte na região do Araguaia, leste de Mato Grosso.

  Exemplos são dois dos últimos episódios em que ele se envolveu: em 2013, recusou dar seu nome para um prêmio de jornalismo por se opor à nomeação da então secretária estadual de Cultura, Janete Riva; em 2012, recebeu ameaças de morte devido ao apoio prestado aos índios xavantes, reinseridos na terra indígena Marãiwatsédé após anos de embate judicial contra latifundiários e produtores rurais.

  Com saúde debilitada, Casaldáliga vive atualmente sob os cuidados de três freis agostinianos de sua comunidade religiosa em uma casa na cidade de São Félix do Araguaia.

  Devido à idade avançada, Casaldáliga tem dificuldades para algumas atividades, como leitura, e não fala ao telefone há anos por causa dos problemas de audição. Em 2015, teve de se submeter a uma cirurgia após fraturar o fêmur em um acidente doméstico.

  Nascido Pere Casaldàliga i Pla em 16 de fevereiro de 1928, no município de Balsareny (província de Barcelona, na Espanha), Pedro Casaldáliga chegou a Mato Grosso em 1970 para atuar como o primeiro bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia.

  Já nos primeiros anos na região, ao lado de outros padres espanhóis, envolveu-se com a defesa de povos indígenas, ameaçados pela violência dos conflitos agrários e pela expansão dos latifúndios na região.

  Além da atuação pastoral, Casaldáliga é conhecido pela produção literária, tanto de poesias quanto de manifestos, artigos, cartas circulares e obras com cunho político ou de temas ligados a espiritualidade, editadas e publicadas no Brasil e no exterior.

  A trajetória do religioso também já lhe rendeu um filme biográfico, "Descalço sobre a Terra Vermelha", produzido e lançado em 2014 por duas produtoras espanholas em parceria com a TV Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.